12 janeiro 2011

Apraz-me dizer

que não sou um brinquedo. Que não sirvo só para de vez em quando. Que sou muito mais do que pensas.
E que, em tudo o que sou, "massagista de egos" não é função incluída.

Percebeste?

1 comentário:

  1. Percebi perfeitamente, e compreendi ainda melhor. Great job, keep going!

    ResponderEliminar